Scroll Top

O que é idolatria? Venerar e Adorar são Coisas Diferentes?

Idolatria provêm da palavra grega proskunew (proskuneo) que significa “ajoelhar-se ou prostrar-se, prestar homenagem ou reverência a alguém, seja para expressar respeito ou para suplicar” (Léxico Grego de Strong)

Antes de tudo quero declarar que idolatria não se restringe apenas ao se curvar e prestar culto  diante de uma imagem de gesso ou madeira, a bíblia menciona por exemplo que o amor ao dinheiro é idolatria.

Avareza também é idolatria

Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria;
Colossenses 3:5

Narcisismo também é idolatria

Outro tipo de idolatria que podemos citar aqui é o narcisismo, o homem que idolatra a si mesmo, seja por seu intelecto , talento ou corpo como tem sido muito comum nesse seculo.

Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
2 Timóteo 3:1,2

Poderia citar muitos outros exemplos de idolatria que estão ao nosso redor, mas vamos ao que interessa.

Adoração e Veneração são coisas diferentes?

Há diferenças entre “adorar” e “prestar culto”? Se prostrar diante de um ser, dirigir-se a ele em orações e ações de graças, fazer-lhe pedidos, cantar louvores ?

Num material sobre o catolicismo em relação ao culto aos santos, verificamos na argumentação do autor, que há contradição com o que ele mesmo afirma e que não condiz com a verdade. Primeiramente ele diz que “… os santos não recebem culto de adoração, mas sim culto de veneração…” que “… ao utilizar a palavra ‘veneração’ para descrever o culto aos santos, exclui absolutamente o sentido de adoração…” e que “a imagem esculpida de um santo, serve para que nos lembremos dele, e não nos prostrarmos em atitude de adoração…”.

Digamos que ele estivesse certo ao afirmar que “adoração” é diferente de “veneração”. Mesmo assim, a Palavra de Deus condenaria seu posicionamento: “… Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto(Mateus 4:10, grifo meu). Ora, se as Escrituras dizem que “só a Ele devemos dar culto”, mesmo uma criança percebe que isto envolve qualquer tipo de culto, inclusive “cultos de veneração”. Por aí se vê a fragilidade da argumentação, pois o culto só pode ser dirigido em honras ao Senhor Jesus.

Chamar isso de veneração é subestimar a inteligência humana. A Bíblia diz que há um só mediador entre Deus e os homens – Jesus Cristo (1 Tm 2:5), entretanto, os católicos apresentam orações pedindo a intercessão de Maria e outros santos.

O que é Idolatria e Veneração

Culto aos Santos é licito ?

Analisando as práticas romanistas à luz da Bíblia e da própria história antiga, fica bem claro que são práticas pagãs. O Papa Bonifácio IV, em 610, celebrou pela primeira vez a festa de todos os santos, substituindo o panteão romano (templo pagão dedicado a todos os deuses) por um templo “cristão” para que   as relíquias dos santos fossem ali colocadas, inclusive Maria. Dessa forma, o culto aos santos e a Maria substituiu o dos deuses e deusas do paganismo.

 Maria, deusa para os Católicos ? não sou eu , mas eles mesmo quem afirmam

Os católicos manifestam seu sentimento de profunda tristeza quando afirmamos que Maria é reconhecida como deusa no catolicismo. Dizem que não estamos sendo honestos nessa declaração, mas os fatos falam por si mesmos:

“Glórias de Maria”: É o título do livro publicado pela editora Santuário, de autoria de Afonso Maria de Liguori, canonizado pelo Papa, que atribuiu à Maria toda a honra e toda a Glória que a Bíblia afirma ser de Jesus Cristo  como Senhor. Chama Maria de Onipotente e outros atributos exclusivamente Divinos.

 Argumentos dos Católicos para nos refutarem

Os Querubins da Arca:

A Passagem Bíblica sobre os querubins colocados no propiciatório da arca da aliança (Êx. 25:18-20), advogada pelo teólogos romanistas para justificar a prática idolátra, não se reveste de sustento  algum.

Porque não existe na Bíblia nenhuma passagem sequer que mostre um Israelita dirigindo as suas orações aos querubins. O propiciatório era a figura da redenção de Cristo (Hb. 9:5-9). A Bíblia condena terminantemente o uso de imagem de esculturas no meio do altar (Êx. 20:4-5; Dt. 5:8-9), Jesus disse: “Ao      Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás.” (Mt. 4:10). O Anjo disse a João: “Adora somente a Deus” (Ap.19:10; 22:9). Pedro recusou ser adorado por Cornélio (At. 10:25-26)

 A serpente do deserto:

Este episódio é usado por muitos que defendem suas práticas de idolatria, para justificar suas imagens de escultura, amuletos, cristais e deuses.

Dedicam a eles as curas algo impossível que lhes aconteceram, dinheiro, sucesso dizem que foi por causa deles. A resposta é bem simples, quando Deus pediu que Moisés fizesse aquela serpente de metal era que o povo havia se corrompido, tinha feito rebelião contra Moisés, tinha se distanciado dos mandamentos, veio então as serpentes e começou a haverem baixas no povo de Israel. Aquela serpente servia como advertência, para que fosse curado e ao mesmo tempo não voltassem a praticar as mesmas obras de outrora, e como premio bastava olhar e eram salvo daquele veneno. Números (21;8-9).

A simbologia do Antigo Testamento

 Como sabemos as simbologias do Antigo Testamento apontam para Jesus Cristo, desde a Arca da Aliança, as cores do Tabernáculo, e o cordeiro da Páscoa… tudo isso são símbolos que representam o Senhor Jesus Cristo.

Os símbolos e figuras são tipos por que têm um antítipo, ou seja, um cumprimento.

Uma vez que o tipo se cumpra no seu antítipo, cessa a sua utilidade. Por exemplo, a serpente de bronze tem cumprimento como tipo no seu antítipo, ou seja, Jesus na cruz (Jo 3.14).

Tudo no Tabernáculo é símbolo, e o antítipo é Cristo, outro exemplo de Cristo era o antítipo do cordeiro da Páscoa, porque o Cordeiro da Páscoa representava Cristo. E não era idolatria ao cordeiro estar representando Jesus, primeiro porque Deus tinha ordenado o tal ritual na Páscoa, segundo que o povo não estava com a fé no animal em si, mas em Deus.

A serpente no Deserto também simbolizava Jesus como descrito no verso abaixo.

“Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, da mesma forma importa que o Filho do homem seja levantado…” (João 3: 14)

Conclusão

 Não há respaldo na bíblia que nos permita adorar,louvar,exaltar outro alguém que não seja Deus.

Somente ele é digno de Glórias e Adoração.

 

Leia tambem: As 4 Atitudes de Abraão no Monte do Moriá

Compreendendo a Parabola da Dracma Perdida

Leia Tambem:

Comentários via Facebook

Comentários

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

8 Comentários

  1. Deilton nascimento disse:

    Deus continue te abençoando e te dando mais e mais sabedoria para nos ajudarmos a entender a palavra do bom mestre…

    paz amado.

  2. Paulo disse:

    Muito bom me ajuda bastante a ter direção biblica para algumas respostas.

  3. Roohi disse:

    Pastor Rubens muito bom mesmo!E isso aec mesmo,A oportunidade e8 nos dada temos que aveapritor agora; enquanto temos a chance,depois ne3o adiantar se lamentar.”Buscai enquanto se pode achar,invocai enquanto este0 perto”.Deus abencoe peloartigo vou compartilhar le0 no blog tbem!Na fe8Dani

  4. Domingas disse:

    A grande mentira do artigo, è dizer que estamos fazendo dos santos e de Maria deuses. Que vergonha.
    Treinam para dar respostas evazivas, perdem tempo, procurando a quem atingir com vossas respostas decoradas. Gostaria de vê-los, fazer aquilo que os santos fizeram, jà que são tão bons.

  5. Adeildo disse:

    Enquanto valorizarmos mais as tradições do que a Bíblia, que é a palavra de Deus e a bússola da vida do cristão, encontraremos sempre respostas nas tradições para justificar nossa crença pagã em santos e até em Maria.
    Leia a bíblia e saia da escuridão e da cegueira espiritual.

  6. Rebeca disse:

    Domingas. Há um ano atrás, eu te apoiaria e defenderia o ritual católico com unhas e dentes.
    Contudo, ao me debruçar sobre a Palavra (na Bíblia católica mesmo!) não encontrei respaldo nenhum para a fé que eu pensei que tivesse….
    Doeu muito admitir, mas eu já cultuei Maria como uma deusa.
    Glória a Deus pela morte do velho homem!…

    Olhe ai na sua Bíblia Jeremias 7:18; 44:17-25 e veja se é comum para você..
    Para mim, foram os primeiros versículos que me abriram os olhos…
    Tem muitos outros, como Apocalipse 22:9…

    Que a paz do Senhor Jesus Cristo reine em sua vida… Lembremos que o temor é o princípio de toda sabedoria. (Provérbios 9:10).. Então falemos das coisas de Deus com muito temor, muito zelo, muito cuidado. Pois o nome dEle é Santo e tem poder! Amém

  7. Jerusa de pontes Rodrigues disse:

    Muito bom obrigada por mim ajudar tirar algumas dúvidas.

  8. Anônimo disse:

    Ensinamentos? Só se for pra cabeças vazias. Misericórdia senhor desse povo.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Participe do Programa Teologia para Todos 2017 - CLIQUE AQUIQUERO PARTICIPAR